quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Capitulo 5

POV Vanessa

Desde de muito nova aprendi a lidar com todo o tipo de desafios. Comecei a trabalhar aos meus 15 anos ajudando minha mãe a manter o meu irmão recém nascido após a morte prematura do meu pai que sofreu de um ataque cardiaco quando eu tinha 14 anos nós deixando sozinhas sem qualquer tipo de sustento já que todo o seguro de vida havia ido para a preparação do funeral e dos pagamentos de divida que ele havia deixado.

Minha mãe sempre me apoiava na minha dedicação aos estudos, me ajudando assim a completar o meu ensino médio e secundário. Passei a todas as aulas com notas exemplares me dando assim direito a uma bolsa integral na faculdade de medicina.

No meu segundo ano de faculdade a minha mãe morreu num acidente de viação quando estava dirigindo em direção á creche para pegar o meu irmão mais novo enquanto eu ia para o meu primeiro dia de trabalho num barzinho perto do campus.

Agora com apenas 21 anos cuido do meu irmão e faço faculdade de medicina, meu irmão mais novo ficava em casa de uma amiga minha para logo depois eu o pegar e ir para um restaurante perto do centro onde eu trabalhava até á um mês atrás, mas fui despedida devido á crise que o restaurante estava a passar com as mudanças das taxas comerciais ou algo assim.

Entrei completamente em desespero após dois dias sem trabalho procurando em tudo quanto era lugar um emprego com dinheiro suficiente para que eu e meu irmão podessemos viver suficientemente bem.

A minha salvação veio em forma de barbie estilo Paris Hilton em formato mais novo e hiperativo. Ashley Efron irmã de um dos medicos mais ricos e famoso da cidade de Nova Iorque, ele estava precisiando de uma babá que conseguisse domar a sua pequena filha.

Claro que eu aceitei o desafio e foi á entrevista de emprego. Qual foi a minha supresa quando o vi?

Ele era completamente o homem mais lindo e fodidamente perfeito que eu um dia já vi em toda a minha vida. Ombros largos, corpo perfeito moldado á camisa branca que ele usava com os dois primeiros botões abertos, braços fortes, mãos grandes, sua boca pequena e tentadora, olhos azuis e hipnotizantes que me deixou sem chão quando se afundaram nos meus por um momento quando ele me encarou.

Após algumas perguntas eu me vi com emprego e casa garantida com direito a horário de estudo e lugar para o meu irmão estudar sem ser numa das creches de Brokylin graças a deus.

No mesmo dia conheci a pequena filha do senhor Efron. Ela era a menina mais linda que eu um dia havia conhecido em toda a minha vida, me encantando pelo seu rosto pequeno de boneca, o sorriso sapeca, seus grandes e brilhantes olhos azuis e o corpinho pequeno e leve que dava vontade de apertar.

Aquele havia sido o melhor emprego que eu alguma vez podia ter pedido aos céus até ao dia que uma loira aguda rompeu porta a dentro assustando as crianças com as suas exigencias e me deixando completamente raivosa enquanto a via caminhar sem autorização em direção á biblioteca.

Matilde se encolheu contra o sofá no momento em que a porta da biblioteca se fechou num estrondo me fazendo correr até ela a abraçando enquanto ela murmurava o nome do pai dela fazendo todo o meu sangue ferver ainda mais.

No tempo em que estive aqui nunca havia visto o meu patrão já que ele saia cedo e entrava de madrugada, nunca passando tempo com a sua pequena filha ou até mesmo tirando um dia de folga para lhe dar atenção que ela queria e merecia do pai.

Qual foi a nossa supresa quando ele rompeu sala a dentro uma hora após da sua suposta noiva ter entrado?

Ele parecia com raiva no momento em que entrou dentro da sala de estar para momentos depois ele recuar um pouco e tentar chamar atenção de todas nós enquanto sua irmã, meu irmão e sua filha o ignoravam o deixando confuso e frustado.

Com um suspiro raivoso dei Matilde para a Ashley e peguei em seu braço o guiando até á sua biblioteca enquanto deixava minhas ofensas aquela pirua romper por entre a minha boca sem me importa em perder o emprego depois só queria que o medo de Matilde desaparecesse assim como aquela vagabunda que olhava para mim como se eu fosse um insecto.

Após o deixar ali com a ameaça de bater na sua noiva sai do comodo e corri praticamente para perto de Matilde e passado dois minutos o senhor Efron apareceu arrastando a mulher pelo o braço enquanto a ameaçava a jogando na rua sem se importar em ouvir uma resposta da mulher.

Assim que os seus olhos pousaram nos meus completamente selvagens um sorriso se abriu em meus lábios vendo que pouco a pouco ele relaxou e sorriu de volta enquanto a Matilde corria para ele abraçando suas pernas.

Depois desse fatiaco dia ele passou a vir mais cedo para casa o que me deixou bem admirada, mas parecia que a Matilde não se importou muito com isso já que não ligava para a presença dele nas refeições como soubesse que essa repentina mudança ia durar pouco e que logo ele voltaria ao normal a deixando novamente comigo e com o meu irmão.

Eu sabia que esse comportamente frio de Matilde estava o maguando já que ele sempre tentava se aproximar dela e ela se agarrava a mim me pedindo para brincar e claro eu obedecia sobre o olhar duro e sofrido do meu patrão.
Tentei várias vezes falar com ela sobre o assunto, mas ela simplesmente dava de ombros e falava :

- Papai trabalha muito ele é um heroi e herois não tem tempo eles precisam de salvar o mundo.

Com essa revelação eu simplesmente me calei rezando para que ele tomasse alguma decisão e falasse com a sua filha sobre isso já que ela estava cada vez mais longe dele e ele deixava respeitando o espaço que a criança exigia a ele.

Mas uma coisa eu tinha a certeza que mais cedo ou mais tarde ele ia se cansar dessa distancia e exigir que ela aceitasse a sua presença.

Afinal ele era o pai dela!

**************************************************
OIEEEEEEEEEEE MENINAS!!*-*
Decidi que hoje teriamos uma visao geral da Vanessa antes de começar aprofundar a fic!
O que acharam?
O quer será que vem a seguir?
Uhull e sei e voces nao u.u
Enfim comentem bastante e pf passem nos outros blogs caso voces nao tenham lido ainda e se atualizem!
Espero que gontem
ate á proxima quarta XOX

5 comentários:

  1. nossa a historia da v triste.
    tadinho do zac ele só quer se aproximar da
    filha bem espero que ele converse com ela e que fique tudo bem,
    eu adorei, o capitulo esta ótimo!!

    ResponderEliminar
  2. Cap muito bom
    Fiquei agora com pena da Vanessa sobre a historia de vida dela.
    Posta mais
    Beijs

    ResponderEliminar
  3. aiii...a Vany tem uma história muito triste ;(
    espero que ela consiga ser feliz agora e que ela construa uma família com o Zac...
    e concordo com a Bia...rsrs..tadinho da Zac...mas,até que é bom pra ele ver como é ruim ser ignorado por uma pessoa que se ama...
    amei o capítulo *-*
    posta mais,bjss

    ResponderEliminar
  4. Eu simplesmente amo essa história.
    Amei amei o capítulo.
    Posta logo
    Bjos

    ResponderEliminar
  5. Pocha a Nessa tem que se virar sozinha para se sustentar e sustentar o irmão , que triste pois acaba quase não tendo tempo pra si mesma.....
    Amei o cp estou ansiosa para o próximo posta logo bjssss

    ResponderEliminar