quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Capitulo 7


A dor latejante em minha canela parecia duplicar quando finalmente ganhei coragem para pousar meu pé no chão sobre o olhar atento e nada preocupado da Vanessa enquanto ela batia com o seu pequeno pé impacientemente no chão e de braços cruzados como se espera-se.

Engolindo corajosamente todos os gemidos de dor latejante que eu estava sentindo fiquei completamente ereto em minha posição fixando meus olhos nos dela vendo a raiva e a determinação brilharem neles o que realmente me deixou confuso e existado como o inferno fora de mim.

Como não havia dito uma unica palavra após me ter fisicamente agredido eu tratei de afastar um poucos as minhas pernas cruzando os braços no meu peito esperando para que ela respondesse á minha pergunta.

- O que você quer senhor Efron? – Ergui uma sobrancelha na direção dela enquanto as palavras ironicas me atingiram me deixando completamente confuso.

- O que eu quero Senhorita Hudgens é que você me responda á minha fodida pergunta! Que merda deu em você me bater? – Perguntei enquanto ela estreitava os olhos na minha direção me deixando ainda mais existado com as reações dela.

- Oras você entra no meu quarto após uma semana, me perguntando se eu tenho namorado após me beijar! Eu tenho cara de quem sai por ai traindo namorados por acaso? – Ela perguntou descruzando os braços enquanto fechava suas pequenas mãos em dois punhos o que realmente me assustou.

Não por ser agredido novamente sim porque se ela me batesse a mão dela ia ficar num oito e iria doer por semanas.

- Ei eu não disse que você saia por ai traindo, mas eu fiquei pensando se por acaso você e o seu namorado estavam passando por uma face dificil e carente você se deixou levar por mim. Nao que eu ache isso mal porque realmente não era, já que acaso você dizesse que estava namorando um bobado filho da puta qualquer eu tinha planos para te roubar dele e te trancar aqui comigo para sempre. – Eu disse num folego só vendo a carinha de supresa e divertimento se formar no rosto bonito da mulher á minha frente o que realmente me deixou bastante satisfeito.

- Então mesmo que eu amasse o meu namorado você me roubaria dele? – Ela perguntou erguendo a sua sobrancelha perfeitamente desenhada na minha direção enquanto um sorriso preverso se espalhava em seus lábios.

Ela ficava fudidamente quente assim!

Sem realmente responder á sua pergunta completamente sem cabimento, na minha opnião, dei alguns passos na direção dela sem me importar com o ofego de supresa vindo dela quando a alcansei e nos joguei na cama protejendo a sua cabeça do embate contra o livro grosso que ficou debaixo da sua cabeça.

Assim que me ajeitei em cima dela sem magua-la ou depositar completamente todo o meu peso sobre o dela os meus olhos se fixaram nos dela vendo o brilho preverso e animado que enraivam deles me deixando relaxado, animado e completamente anestiseado.

- Você realmente não respondeu á minha pergunta. – Ela sussurou enquanto seus dedos agarravam os cabelos da minha nuca os puxando levemente na sua direção ficando com as nossas bocas a alguns centimetros.

- Sim mesmo que você achasse que amava o cara eu te roubava para mim e te fazeria me amar. – Sussurei de volta para ela e sem esperar duas vezes colei nossas bocas juntas a fazendo ofegar.

Assim que as nossas bocas se tocaram eu pode sentir um arrepio descer a minha coluna fazendo cada canto do meu corpo se arrepiar com aquele simples toque, a boca dela se moldava perfeitamente á minha enquanto a sua lingua penetrava a minha boca para se encontrar com a minha deixando-me mais uma vez após uma semana provar o sabor doce da sua boca.

Com um gemido baixo de prazer tratei de aprofundar um pouco mais o beijo, a colando e apertando seu corpo contra o meu sentindo cada parte dos nossos corpos se tocarem e se encaixarem com perfeição enquanto nossas bocas se moviam frenéticamente uma contra á outra.

Agora sim eu estava onde eu queria estar!

[...]

Calor!

Sim estava me sentindo absoltamente quente neste momento, ao sentir que algo estava completamente deitado emcima de mim, grudado e confortavel enquanto ambas as minhas mãos estavam em algo macio e arredondado.

As minhas imagens da noite anterior foram assaltando pouco a pouco a minha mente ainda completamente sonolenta, me fazendo abrir um sorriso preguiçoso e apertar o que eu tinha em minhas mãos ouvindo um ofego baixo junto com um telintar de duas risadas baixas e infantis.

- Não sabia que você era tarado logo de manhã cedo. – A voz baixa, sonolenta e rouca da Vanessa me fez soltar uma risada para logo apertar novamente o que eu tinha em mãos que eu podia apostar que era a sua bunda.

- Papai tá apentando a bunda da mamãe! – A voz infantil da minha filha me fez abrir os olhos rapidamente enquanto a Vanessa rolava sobre o seu corpo acabando caindo no chão já que estavamos na ponta.

- Ai! – A queixa dela me fez levantar como um foguete sabendo que estava completamente vestido mesmo sem blusa e me sentei na cama olhando para ela.

- Você está bem? – Perguntei me abaixando para ajudar a se levantar a colocando em meu colo.

- Sim eu só me assustei acho que ouvi a voz da sua filha. – Ela sussurou balançando a cabeça enquanto duas crianças gargalhavam sentadas no chão perto da porta do banheiro olhando para nos os dois.

- Er...baby a minha filha e o seu irmão estão sentados bem ali. – Apontei com a cabeça somente usando um gesto vendo os olhos castanhos dela se abrirem comicamente parecendo dois pequenos pires de café enquanto ela se virava para as crianças que continuavam rindo dela.

- Crianças o que vocês estão fazendo aqui? – Ela perguntou após um curto periodo de reflexão ao mesmo tempo que ela tentava se acalmar aos poucos.

Vi com prazer a minha filha se levantar graciosamente do chão tomando uma corridinha rápida até nós enquanto nos olhava alegremente pulando pra cima e pra baixo em seus pés.

- Você vai ser a minha mamãe? Você estava dormindo com o papai o que quer dizer que você vai ser minha mamãe não é?

*********************************************************
Oie gente aqui esta mais um capitulo para todas voces!
Espero que gostem!
O que acham que o Zac vai dizer sobre a Vanessa ser a nova mamae da pequena dele?
kkkk Esperemos para ver!
Beijos ate mais!

5 comentários:

  1. Cap muito bom
    A Vanessa tem que dizer que vai ser mãe da filha do Zac
    Posta mais hoje
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Own...que lindooo!
    É claro que o Zac vai responder que sim, né?
    Amei amei amei o capítulo!
    Muitooo perfeito.
    Posta logo
    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Aiiii que cute *-*
    o capítulo tá perfect =D
    agora eles vão ser uma família,e uma família linda por sinal,rsrs
    posta mais amore,kisses

    ResponderEliminar
  4. foi fofo mesmo.
    to curiosa pra saber o que o zac e a v vão responder.
    o capitulo está lindo.

    ResponderEliminar